Compartilhar

Após impacto internacional de “O Sol Na Cabeça”, Geovani Martins participa da Feira do Livro de Frankfurt

Após impacto internacional de “O Sol Na Cabeça”, Geovani Martins participa da Feira do Livro de Frankfurt

O escritor brasileiro Geovani Martins lançou seu primeiro livro “O Sol Na Cabeça” em março de 2018 e a obra já teve os seus direitos vendidos para dez países, como Inglaterra, Itália, França, Portugal, Espanha, Holanda e China. Após o grande interesse internacional, o autor vai marcar presença na próxima edição da Feira do Livro de Frankfurt durante a mesa “Los Novíssimos – Nova Literatura da América Latina”, que ocorre em 11 de outubro, das 13h às 14h (horário de Frankfurt) com Ariana Harwicz e Mike Wilson (Argentina), Antonio Ortuño (México), Pilar Quintana (Colômbia) e mediação de Corinna Santa Cruz.

Além de Geovani, os autores João Paulo Cuenca e Bianca Santana participam do evento por meio do apoio do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Ministério da Cultura e Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Pela primeira vez em Frankfurt, o escritor espera conhecer o mercado literário da América Latina e discutir sobre as publicações atuais. “Sinto que narrativas diferentes surgem a cada dia e ganham cada vez mais visibilidade. Gostaria de saber se isso acontece na América Latina como um todo. Acho que há um novo público se formando e ele espera se reconhecer nas histórias”, disse o autor.

“O Sol na Cabeça” reúne 13 contos e traz voz para diversos personagens que vivem dentro de um cenário à margem da sociedade: as favelas cariocas. Todos os textos são marcados por um ritmo de oralidade, que mistura o aspecto formal da escrita e a linguagem informal dos personagens, apresentando suas personalidades e o cenário onde vivem. “A partir do momento em que faço a escolha dos meus personagens, tento que a linguagem deles seja uma extensão de quem são. Já recebi algumas críticas quanto ao uso de gírias no livro, mas acredito que todas as palavras são possíveis, porque o nosso registro de fala é inusitado e toda palavra pode ser inusitada. Realmente dou importância a como vai soar a voz dos meus personagens”, explicou Geovani.

Atualmente, o autor trabalha na pesquisa do seu segundo livro, que não tem previsão de publicação.

Feira de Frankfurt 2018 conta com a participação de editoras brasileiras

O Brazilian Publishers organiza a participação de 23 editoras nacionais durante a 70ª edição da Feira do Livro de Frankfurt. Em 2017, a delegação brasileira comercializou US$ 680 mil durante o evento e em expectativas de negócios fechados para os 12 meses seguintes. Esse valor foi 9,67% maior comparado ao evento de 2016. Este ano, as expectativas de negócio são de US$ 650 mil em venda de direitos autorais e de livros físicos. Saiba mais sobre a participação brasileira aqui.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.

voltar