Compartilhar

Dos livros para as telas: Festival Internacional de Cinema de Berlim promove pitching entre  profissionais do mercado editorial e produtores de cinema

Dos livros para as telas: Festival Internacional de Cinema de Berlim promove pitching entre  profissionais do mercado editorial e produtores de cinema

O Festival Internacional de Cinema de Berlim começa nesta quinta (7) e conta com mais uma edição do “Books at Berlinale”, projeto realizado em parceria com a Feira do Livro de Frankfurt que  promove um pitching para detentores de direitos autorais apresentarem seus trabalhos para produtores de filmes. A sessão ocorre na próxima segunda (11) no prédio do parlamento estadual de Berlim, o Abgeordnetenhaus.

A edição 2019 do Books at Berlinale bateu o recorde de 160 inscrições de 30 países. Desse número, 12 títulos foram selecionados para o pitching e inclui profissionais da Alemanha, França, Grã-Bretanha, Itália, Holanda, Noruega, Suíça, Espanha, República da Coréia, Síria e Turquia. Após a sessão, haverá um encontro para que produtores de filmes, detentores de direitos, editores e agentes literários se encontrem e conversem.

Em nota divulgada à imprensa, Dieter Kosslick, co-fundador  do Books on Berlinale, afirma estar encantado com o desenvolvimento do projeto. “Nosso objetivo era conectar produtores à indústria editorial com base em uma seleção de livros internacionais que são particularmente adequados. É ótimo ver que o “Books at Berlinale” está crescendo e desfrutando de uma popularidade cada vez maior “, disse.

“A seleção inclui consistentemente novos lançamentos, best-sellers e livros premiados com alto potencial de adaptação ao audiovisual e mais uma vez mostra a diversidade do cenário literário internacional”, aponta Juergen Boos, diretor do Frankfurter Buchmesse.

Juergen também destacou um dos títulos escolhidos. “Estou particularmente satisfeito pelo fato de ‘Dance or Die’, um título de autor sírio, estar em exibição. É importante que as histórias comoventes do nosso tempo sejam contadas de diferentes maneiras para que elas alcancem um grande público”, acrescentou. “Dance or Die”, a história real de Ahmad Joudeh, que manteve seu sonho de dançar apesar da guerra na Síria e ameaças de extremistas.

A seleção também inclui um livro da Noruega, país convidado da Feira do Livro de Frankfurt 2019. A obra “Keep Saying Their Names”, de Simon Stranger teve seus direitos adquiridos em 11 idiomas. O livro, apresentado pela Agência Literária de Oslo, ganhou o Prêmio Norueguês de Livreiros em novembro e é um sucesso crítico e popular.

Confira a lista completa das obras selecionadas abaixo:

 

voltar