Compartilhar

Personagens da Turma da Mônica, de Maurício de Souza, representarão o Brasil em ações dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Personagens da Turma da Mônica, de Maurício de Souza, representarão o Brasil em ações dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

No dia dois de setembro, a Maurício de Souza Produções oficializou parceria com o Comitê Olímpico do Brasil para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.  O contrato prevê a utilização dos personagens Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão e toda a turma em ações de marketing da delegação brasileira durante os jogos.

A editora Maurício de Souza, do cartunista e criador da Turma da Mônica, participa do Brazilian Publishers — projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

De acordo com o criador, a proximidade com os atletas está sendo comemorada por todos, inclusive seus personagens. “Somos os novos torcedores da equipe brasileira que vai para os Jogos de Tóquio 2020. Através da nossa empresa no Japão, vamos divulgar, entre os parceiros de negócios, as vitórias dos atletas do Time Brasil. Vamos estar juntos das crianças nos dois países: Brasil e Japão”, comenta.

O laço entre Brasil e Japão não é novo.  Em novembro de 2018, Mauricio de Sousa anunciou o lançamento de um escritório no Japão, que tem como foco a comunidade brasileira no país, a quinta maior colônia brasileira no exterior, com 186 mil pessoas.  A editora já distribuiu no país edição comemorativa do gibi “Turma da Mônica – Brasil e Japão: 110 Anos de Amizade” e o título “A Turma da Mônica e a Escola no Japão”, ambos em português. 

Além de conteúdo de cunho educativo e comemorativo das relações entre as nações, a editora também firmou parceria com a TezuComi, editora local de mangás.

A produtora também já está com produtos licenciados estampando a turminha nas terras nipônicas.

A Turma da Mônica tem gibis, outros produtos licenciados em 40 países e já teve suas revistinhas traduzidas para 14 idiomas.  A marca foi expandida para outras mídias ao longo dos anos, em produtos como livrosbrinquedosdiscosCD-ROMsjogos eletrônicos, entre tantos outros.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.

voltar