Compartilhar

Prêmio Oceanos divulga semifinalistas e mais da metade da lista de autores é composta por brasileiros

Prêmio Oceanos divulga semifinalistas e mais da metade da lista de autores é composta por brasileiros

O Prêmio Oceanos acaba de anunciar os 54 semifinalistas de sua edição 2019 e 34 dos selecionados são escritores brasileiros. Entre as publicações, encontram-se cinco títulos da Editora Companhia das Letras e dois da Editora Alfaguara, que fazem parte do Brazilian Publishers — projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Criada em 2013 e organizada pelo Itaú Cultural, a premiação reconhece obras dos gêneros poesia, romance, conto, crônica e dramaturgia em língua portuguesa publicadas de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano anterior.

A Companhia das Letras entrou na lista com os títulos “A cidade dorme” (Luiz Ruffato), “Cloro” (Alexandre Vidal Porto), “Com armas sonolentas” (Carola Saavedra), “O imortal” (Mauricio Lyrio) e “Enterre seus mortos” (Ana Paula Maia). Já a Alfaguara aparece com as obras “De espaços abandonados” (Luisa Geisler) e “Sebastopol” (Emilio Fraia).

Este ano, o Oceanos teve 1.467 obras inscritas, de 314 editoras provenientes de 10 países. A seleção das obras foi feita por um time de 72 jurados de cinco destinos que falam a língua portuguesa. Dos semifinalistas, 34 são brasileiros, 18 portugueses e dois angolanos.

Esta edição do prêmio contemplará três livros como ganhadores — ao contrário das outras que condecoravam quatro obras. O primeiro colocado receberá R$120 mil; o segundo, R$80 mil e o terceiro, R$50 mil. Em novembro, a organização do prêmio divulgará lista com os dez finalistas.

No ano passado, a vencedora do Prêmio Oceanos foi a poeta brasileira Marília Garcia pela publicação de “Câmera Lenta”, obra escrita durante nove anos que reflete sobre o processo poético por meio da poesia.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.

 

Sobre a Apex-Brasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.

Para alcançar os objetivos, a Apex-Brasil realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.

A Agência também atua de forma coordenada com atores públicos e privados para atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil com foco em setores estratégicos para o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras e do país.

Internamente, há uma preocupação em fornecer aos colaboradores um ambiente organizacional igualitário e justo. Tal postura foi reconhecida com o selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, recebido no ano de 2015.

voltar