Compartilhar

Série Autores Brasileiros – Ana Martins Marques

Série Autores Brasileiros – Ana Martins Marques

Ana Martins Marques é uma mineira, nascida em Belo Horizonte, que iniciou sua carreira no mercado literário em 2009, com a obra “A Vida Submarina” (Editora Scriptum), entretanto sempre foi amante da escrita: é graduada em Letras na UFMG e tem doutorado em literatura comparada pela mesma universidade. A autora faz parte da Série Autores Brasileiros, uma iniciativa do Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“Comecei ainda criança. Acho que a leitura e a escrita desde o início foram para mim atividades indissociáveis. Muitas das minhas lembranças de infância vêm misturadas com lembranças dos livros que li ou, mais do que isso, com lembranças dos momentos de leitura. Demorei, porém, a resolver publicar”, disse Ana em entrevista ao jornal O Tempo.

O primeiro livro de Ana foi um compilado das poesias gratificadas pelo Prêmio Cidade de Belo Horizonte de Literatura, em 2007 e 2008. “A Vida Submarina” é dividido em sete partes, cada uma com um propósito e temática, mas todas tem em comum a visão sobre si mesmos e a vida como uma impossibilidade.

A autora também foi a vencedora do Prêmio Biblioteca Nacional em 2012 por sua obra “Da Arte das Armadilhas” e, em 2016, ficou entre os quatro vencedores do Prêmio Oceanos por seu volume de poesias com o título de “O Livro das Semelhanças”, dividido em quatro partes, que percorrem cartografias e analogias, sempre refletindo sobre o cotidiano. Outras obras emblemáticas na carreira de Ana são “Duas Janelas” (Luna Parque Edições, 2016), escrito com Marcos Siscar, “Como se fosse a casa: uma correspondência” (Relicário, 2017), coautorado com Eduardo Jorge, e “This House: Selected poems by Ana Martins Marques” (Scrambler Books, 2017), com tradução de Elisa Wouk Almino.

Apesar do grande sucesso e ascendente popularidade, Ana não se identifica como escritora, mas como alguém que escreve. Para o portal Ciência Hoje, ela explicou “Se não me engano, foi Blanchot que disse que, antes de sentar-se em sua mesa para escrever, o escritor não é escritor e não sabe se poderá sê-lo; e, mesmo depois de ter escrito, nunca sabe se será capaz de escrever novamente. No meu caso, mesmo logo após escrever um poema, tenho dúvida se serei capaz de voltar a escrever e frequentemente não me sinto à vontade para responder por aquilo que escrevi. Por isso acho tão estranho dar entrevistas ou falar sobre meus livros. Mas isso não impede que eu tenha fascínio por algumas figuras de escritores, sobretudo aqueles que se viam inevitavelmente como escritores e que lutaram para isso com todas as forças, como Kafka. Há algo de perturbador no modo como esses autores apostam tudo em um monte de palavras arranjadas no papel.”

Sobre a Série: Autores Brasileiros

Em busca de incentivar o conhecimento sobre a literatura contemporânea brasileira, o Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), criou a série “Autores Brasileiros”, que traz informações sobre escritores nacionais da atualidade.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.

voltar