Aplicativo Ubook leva literatura nacional para o exterior

16/07/2018

Criado em 2014, o Ubook antecipou um dos temas mais discutidos na última Feira de Frankfurt: o audiolivro. A plataforma é o primeiro serviço de assinatura de audiolivros por streaming do Brasil e oferece acesso ilimitado a diversas obras nacionais e internacionais, que podem ser escutadas pelo computador, tablet ou smartphone. Dados da empresa apontam que em 2017, três anos depois, a busca orgânica por publicações brasileiras aumentou.

Participante do Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a empresa espera, cada vez mais, ampliar a sua presença internacional, especialmente na América Latina.

Atualmente, o Ubook conta com de cerca de 15 mil obras em seu acervo, sendo 2500 em português, 2500 em espanhol e 10 mil em inglês. “No último ano, 15% do tráfego de usuários veio de fora do país”, afirma Eduardo Albano, cofundador e diretor de conteúdo da plataforma. A empresa possui contrato assinado com mais de 60 editoras nacionais e vê um potencial na exportação de publicações. “Há bastante receptividade quanto à língua portuguesa lá fora. Estamos internacionalizando o nosso acesso e percebemos uma busca orgânica bem relevante de usuários por títulos nacionais”, completa.

Por todos os lados, é possível encontrar pessoas com fone de ouvido, curtindo músicas, assistindo vídeos e usando seus aparelhos para se comunicar umas com as outras. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo We Are Social em parceria com Hootsuite em janeiro de 2018, mais de quatro bilhões de pessoas acessam a internet no mundo. Desse número, mais de 200 milhões adquiriram seu primeiro dispositivo móvel em 2017 e dois terços dos 7,6 bilhões de habitantes do mundo possuem um telefone celular.

O grande objetivo do Ubook é democratizar o acesso à cultura, entretenimento e informação por meio das plataformas digitais com foco em áudio. “Estamos participando de uma transformação do mercado em que cada vez mais se fala em áudio. E como a gente democratiza isso? Oferecendo diversas maneiras de pagamento, parcerias estratégicas e programas de pontuação para que as pessoas possam ter acesso ao audiolivro em qualquer lugar seja no ônibus, na academia ou durante outra atividade de sua rotina”, explica.

Em 2017, os livros de literatura contemporânea mais escutados foram “Como Convencer Alguém em 90 Segundos” (Nicholas Boothman), “Petrus Logus – O Guardião do Tempo” (Augusto Cury), “Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século” (Augusto Cury), “A História do Mundo Para Quem Tem Pressa” (Emma Marriott) e “Storytelling” (Carmine Gallo). Já no último mês, as obras mais escutadas foram “Agilidade Emocional” (Susan David), “1808” (Laurentino Gomes) e “A Garota no Gelo” (Robert Bryndza).

Entre as opções de audiolivros, é possível encontrar obras atuais e antigos best-sellers organizados em diversas categorias como culinária, moda, literatura clássica, economia, entre outros. Há ainda segmentos específicos que ganham destaque no aplicativo, como o Ubook Kids, voltado para crianças e Ubook Enem para estudantes. Além de livros, a plataforma também oferece palestras, revistas e mais de 100 mil podcasts.

A cada mês, novos títulos são acrescentados. Todas as obras podem ser baixadas para serem escutadas posteriormente sem a necessidade de conexão à internet.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.