Bodour Al Qasimi e a brasileira Karine Pansa comandam a IPA

25/11/2020

Nesta semana, a International Publishers Association (IPA) divulgou os resultados das suas eleições, realizadas em uma assembleia virtual. Os membros da entidade, que defende os interesses mundiais da indústria do livro, elegeram Bodour Al Qasimi, do Grupo Kalimat, dos Emirados Árabes Unidos para o cargo de presidente e Karine Pansa, diretora da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e diretora da Girassol Brasil, como vice-presidente.

Karine Pansa, que já ocupava uma cadeira no Comitê Executivo da IPA, também foi presidente da CBL de 2011 a 2015 e atualmente compõe a diretoria da instituição. Ela afirma que se sente honrada em fazer parte da direção da IPA.

“Meus 8 anos ligados a esta associação me deram uma visão clara das prioridades dos membros da IPA em todo o mundo. Como ex-presidente da Câmara Brasileira do Livro, no Brasil, também sei como é ser um membro que se beneficia do apoio da IPA de várias maneiras”, comenta Karine.

Pela segunda vez na história, a IPA será presidida por uma mulher. Bodour Al Qasimi, que sucede o mexicano Hugo Setzer, já era vice-presidente da entidade, e destaca: “Como segunda mulher a assumir a função de presidente em 124 anos, digo que isso representa um avanço importante em nossos esforços para promover a diversidade e a inclusão”.

Outra ocasião em que a IPA foi conduzida por uma mulher foi entre 2004 e 2008, quando a argentina Ana Maria Cabanellas presidiu a agremiação.

Sobre a IPA

A International Publishers Association (IPA) é a maior federação mundial de associações de editores nacionais, regionais e especializadas. Entre seus membros estão 83 organizações de 69 países da África, Ásia, Australásia, Europa e Américas. Por meio de seus membros, a IPA representa milhares de editores individuais em todo o mundo que atendem a mercados com mais de 5,6 bilhões de pessoas. 

A IPA foi fundada em 1896 com o propósito de garantir que todos os países do mundo mostrassem respeito pelos direitos autorais e pela Convenção de Berna que deu norte às questões de direitos de autor no mundo. Os seus objetivos evoluíram e hoje a entidade é uma das principais a levantar a bandeira da liberdade de publicação e de expressão e ainda realização ações de promoção da alfabetização