Brazilian Publishers oferece caipirinha, música e literatura para participantes internacionais em sessão de conversas da Feira do Livro de Frankfurt

29/10/2021

Na última quinta-feira (21), o Brazilian Publishers – uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) – organizou uma sessão calorosa de conversas no espaço do The Hof, que faz parte da Feira do Livro de Frankfurt. Durante o encontro, editoras e participantes conversaram e degustaram um pouco da cultura e do brasileira, graças a um tutorial de como fazer caipirinha, algumas performances musicais, uma fala de Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), e algumas conversas sobre literatura nos intervalos.

O encontro contou com uma apresentação feita por Fernanda Dantas, que resumiu um pouco a situação do mercado editorial brasileiro: um aumento de 3,8% de vendas de livros de ficção e não ficção em 2020, e uma redução de 20% nas vendas de livros físicos no mesmo período. Com a pandemia, essa diminuição não significou o fim dos livros num nível absoluto, mas uma mudança de paradigmas, pois a venda de novos livros digitais teve um aumento de 16%. O tom otimista da apresentação ecoou para o público, que conversou sobre seus autores brasileiros favoritos: tinha gente que gostava de Antônio Bivar, Paulo Coelho, Álvares de Azevedo, entre outros.

Eros Ramos Tomaz da Silva, gestor de projetos da Apex-Brasil, também fez uma apresentação sobre a agência. “São mais de duas décadas ajudando empresas brasileiras a se expandirem fora do país”, diz Eros. “Estamos integrados às Embaixadas Brasileiras e aos Consulados por todo o mundo, o que facilita e muito a comunicação entre nossos canais”. A Apex-Brasil tem sinergia com 419 iniciativas em 70 países.

O evento contou com rodadas de conversas entre os participantes de forma mais individual, através da separação em grupos pequenos para que discutissem entre si e se apresentassem. Houve bastante interesse da comunidade internacional, com participantes de editoras mexicanas, chinesas, russas e alemãs, todos interessados em saber sobre o mercado editorial brasileiro e o que havia de sucesso no contexto atual.

Além da apresentação sobre o mercado editorial, não podia faltar música brasileira de raiz. No caso do The Hof, além da performance ao vivo de Eleanor Dubinsky e Dario Acosta, uma dupla que interpreta jazz, música latina, e canções originais; houve também a participação de Jair Oliveira, cantor, compositor, produtor e filho do músico Jair Rodrigues. Ele também atuou no programa infantil Balão Mágico, durante a década de 1980. Após o fim do programa, dedicou-se aos estúdios de música nos EUA, estudando Produção Musical na Berklee College of Music, em Boston. Em 2019, seu álbum “Selfie” foi indicado para o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa.

Jair apresentou composições próprias e performou uma canção conhecida em todo o mundo, “Rosas não falam”, de Cartola. Além disso, o ator e cantor acaba de escrever um livro com a esposa, a atriz Tania Khalill, um título infantil que fala sobre diversidade e que está sendo negociado com editoras. Eles também organizaram e produziram o Grandes Pequeninos, um projeto com espetáculos da Broadway para crianças.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.