Cinco obras brasileiras são selecionadas para catálogo internacional White Ravens

05/11/2021

Foi lançada a mais nova edição do catálogo White Ravens, da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique, na Alemanha, e com ele, muitas obras brasileiras foram selecionadas. Fundada em 1949 pela autora e jornalista Jella Lepman, o espaço reúne os melhores livros do gênero infanto-juvenil mundial. Alguns dos títulos desta edição são de editoras participantes do Brazilian Publishers – projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil)

Ao todo, são cinco as obras brasileiras selecionadas, sendo que duas delas são de editoras que fazem parte do Brazilian Publishers. Saiba um pouco mais sobre cada: “Eu sou a monstra” (Companhia das Letrinhas), de Hilda Hilst, com ilustração do mexicano Ixchel Estrada. O livro é uma interpretação visual de um texto abstrato da poetisa. “Mapinguari” (FTD), com texto de André Miranda e arte de Gabriel Goes, é uma narrativa sobre o monstro peludo do folclore brasileiro. 

“Noa” (Oficina do Livro), escrito por Susana Cardoso Ferreira e ilustrado por Raquel Costa e publicado pela Oficina do Livro, também figura o material. O título fala sobre perda e tristeza e como isso se torna um processo de aprendizado para a criança. Outra obra infantil do Brasil no catálogo, “Para que serve?” (Planeta Tangerina), foi escrito por José Maria Vieira Mendes e ilustrado por Madalena Matoso. É um livro colorido e didático que ensina a perguntar sobre tudo. Já “Peças de um dominó” (Editora SM), é a obra de estreia de Pedro Tavares na ficção, sobre um estudante cuja vida muda drasticamente após descobrir que o pai tem um tumor cerebral. 

Ainda envolvendo brasileiros, mas não tão diretamente, o catálogo conta com “A Story about Afiya”, do jamaicano James Berry, que consta na lista dos livros em inglês mas é ilustrado por Anna Cunha, que transforma o poema de 1991 de Berry em uma belíssima história infantil. Para conhecer mais do catálogo, clique aqui.

Sobre o White Ravens

O catálogo White Ravens é a publicação continuada mais importante da Biblioteca Internacional da Juventude (instituição alemã dedicada a disseminar obras internacionais que enriquecem a juventude). É publicado a cada outono para ser apresentado na Feira do Livro de Frankfurt. Todos os títulos compilados são apresentados na Feira do Livro de Bolonha, no ano seguinte.

Do grande número de cópias de revisores e doações que são recebidas por editoras, instituições, organizações e amigos da biblioteca, os especialistas em idiomas (Lektoren) selecionam 200 novos lançamentos de mais de 50 países em mais de 30 idiomas.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.