Editora do Brasil completa 75 anos

Editora do Brasil completa 75 anos
13/08/2018

Fundada em 1943 por um grupo de amigos que tinham como objetivo fornecer um material de qualidade na área de educação, a Editora do Brasil comemora seus 75 anos. Atualmente, a empresa conta com 458 títulos didáticos e 388 títulos de literatura em seu catálogo. Ao todo, foram publicados 4.486 livros. A Editora do Brasil faz parte do Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“Buscamos contribuir com a educação brasileira pela publicação dos nossos livros didáticos e paradidáticos. Hoje ampliamos esse conceito e não nos restringimos apenas aos livros, mas também em apresentar à professores e alunos um conteúdo cada vez mais relevante e significativo, em sintonia com as mudanças e os desafios que temos hoje no cenário educacional do país”, afirma Felipe Poletti, diretor editorial da Editora do Brasil.

“Poemas Problemas” ganhou o Prêmio Jabuti na categoria Didático e Paradidático em 2013. O livro elabora diversas charadas matemáticas e ganhou destaque internacional ao ser publicado na Coréia do Sul em 2016 e na França em 2017. Para os próximos anos, Felipe explica que a editora está inserindo diversas metodologias no editorial, que visam acompanhar as demandas do mercado. “Não podemos ignorar o impacto que a tecnologia tem na vida cotidiana de todos e isso também já está acontecendo na educação”, explica.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.