Com 78 anos de história, Editora do Brasil se destaca no mercado internacional

Editora do Brasil
25/05/2021

Com títulos que encantaram leitores brasileiros e estrangeiros, a Editora do Brasil é um verdadeiro caso de sucesso quando o assunto é literatura nacional. Aos 78 anos, a empresa publicou milhares de livros, e tem neste momento um catálogo de literatura infantil e juvenil com mais de 400 títulos. Mesmo com uma jornada recente de internacionalização, os resultados da editora garantem que os próximos anos serão ainda melhores.

A Editora do Brasil é participante do Brazilian Publishers – projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O relacionamento com o Brazilian Publishers começou em 2010 e, desde então, a editora sempre esteve presente no catálogo do projeto. Foi em 2014 que, com uma ida à Feira do Livro de Bolonha, os planos de lançar livros fora do Brasil começaram a se consolidar de fato.

Gil Sales, supervisor editorial de Literatura e Paradidáticos na Editora do Brasil, conta que as idas a feiras como as de Guadalajara e Bolonha se tornaram frequentes a partir de 2016. “Além destas, também já estivemos presentes em Bogotá e Frankfurt, em 2019, e Buenos Aires, em 2018. Todas com apoio do Brazilian Publishers”, afirma Gil.

“Bolonha é um celeiro importantíssimo de talentos para o mundo da literatura infantil e juvenil. É um lugar onde se discute muito a importância do livro ilustrado e da narrativa visual. Também destaco a feira de Guadalajara, que tem um peso muito grande por ser latina. Nos sentimos muito em casa por lá”, completa o editor.

Bolsa de Tradução

Através do projeto da CBL, a casa literária também pode ser beneficiada pela Bolsa de Tradução. Com essa ajuda, a editora lançou dois livros na Argentina, pela Gerbera Ediciones: “Com que Roupa Irei para a Festa do Rei” (2019) e “Em Algum Lugar do Mundo” (2020). “A ajuda da Bolsa foi indispensável para poder cumprir esse trabalho tão valioso”, explica o editor.

Atualmente, nove livros do catálogo da editora já foram negociados em outros países. São dois títulos na Argentina, quatro na Colômbia, um na Coreia do Sul e Alemanha, e outros dois ainda em fase de negociação — todos com apoio do Brazilian Publishers. “Tendo em vista que temos agora mais de 400 títulos, esse número parece pouco, mas na verdade é muito. Não temos um departamento específico para isso, então trabalhamos muito no ritmo das feiras”, explica Gil Sales.

O editor finaliza: “Sem a consultoria, o apoio e o conhecimento que o programa oferece, não teríamos iniciado nossa jornada em outros países. Este projeto é fundamental para a literatura brasileira e eu espero que dure por muito tempo.”

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.