Feiras do livro de Bogotá e de Buenos Aires entram para a lista de eventos literários cancelados

16/03/2020

Outros dois eventos do mercado editorial são afetados pela disseminação do novo Coronavírus. A Câmara Colombiana do Livro e a Corferias anunciou, na última quinta-feira, o adiamento da Feira Internacional do Livro de Bogotá. Já na Argentina, a organização da Feira Internacional do Livro de Buenos Aires estuda cancelar a exposição.

A FILBo estava marcada para acontecer entre os dias 21 de abril e 5 de maio. Em comunicado oficial no site da feira, a organização justifica: “acompanhamos e apoiamos as medidas tomadas pela Prefeitura de Bogotá e as autoridades nacionais para proteger a saúde, o bem-estar e a vida dos colombianos e por isso decidimos adiar a FILBo”.

Não há, por enquanto, uma nova data definida. A organização do evento colombiano está em reunião constante com o governo nacional e outras embaixadas para tomar a melhor decisão sobre uma possível data do evento. A previsão é que um comunicado com mais informações saia o quanto antes. 

Apesar de ainda não ter anunciado oficialmente, a organização da Feira Internacional do Livro de Buenos Aires estuda o cancelamento do evento. “Nós informaremos oficialmente o mais rápido possível sobre o assunto que é de domínio público”, diz nota em seu site oficial, se referindo à disseminação do novo Coronavírus.

Mais cancelamentos

Além da FILBo e da Feira Internacional do Livro de Buenos Aires , uma série de outros eventos internacionais do mercado editorial também tomaram a decisão de suspensão. A Feira do Livro Infantil de Bolonha, o maior encontro de segmento infanto-juvenil do globo, anunciou que a próxima edição será só em 2021: de 12 a 15 de abril. O evento aconteceria no dia 11 e a notícia veio logo após o alarmante anúncio de isolamento na Itália. 

SXSW (South by Southwest) reuniria os players globais do setor de economia criativa em Austin, entre os dias 13 e 22 de março, e também precisou cancelar a edição deste ano. Essa é a primeira vez em 34 anos que o evento não vai acontecer. 

Outro evento suspenso foi a Feira do Livro de Londres. De acordo com os organizadores, a decisão foi pautada por orientações do governo britânico e conselhos de autoridades de saúde pública. No Oriente Médio, o posicionamento foi semelhante: a Feira do Livro de Abu Dhabi, que estava marcada para acontecer em maio, ficou para 2021. 

Outros dois grandes encontros de players do mercado editorial no continente resolveram remarcar as suas edições de 2020. Na Arábia Saudita, a Feira Internacional do Livro de Riad, que aconteceria entre 31 de março e 11 de abril, teve a sua edição de 2020 adiada, sem nova data programada. Já o Festival de Leitura Infantil de Sharjah, que esperava receber 200 mil visitantes entre os dias 8 e 18 de abril, também segue indefinido.