“Ideias para adiar o fim do mundo” chega à lista de mais vendidos

Ailton Krenak
06/05/2020

“Ideias para adiar o fim do mundo”, do brasileiro Ailton Krenak, entrou para a lista de títulos  brasileiros mais vendidos do mês de abril, na categoria de não-ficção. O livro foi publicado em 2019 pela Companhia das Letras,  editora participante do Brazilian Publishers – projeto de internacionalização do conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a  Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A lista traz também outros brasileiros bem posicionados, como o livro “Tamo junto”, da escritora Andréa Fernanda Moraes, publicado pela BUZZ, que lidera a categoria de auto-ajuda. Já na categoria infanto juvenil, o destaque fica mais uma vez  com “Luluca – No mundo dos desafios”, obra da escritora mirim que dá nome ao título, publicada pela Astral Cultural.

Em “ideias para adiar o fim do mundo”, o escritor, que é uma das principais lideranças indígenas do Brasil, traz uma parábola sobre os tempos atuais. Utilizando sua etnia como sobrenome, Krenak transformou o conteúdo de duas palestras realizadas por ele em Portugal no livro. Nascido na região do Vale do Rio Doce, lugar afetado pela desmedida extração de minérios, o indígena critica a ideia de enxergar a humanidade e a natureza como se os dois não estivessem intimamente conectados. O autor ainda coloca essa ideia no centro do problema socioambiental que estamos vivendo em nossa época. 

Krenak  se tornou conhecido quando, em 1987, fez um pronunciamento na Assembléia Constituinte, em Brasília, em defesa dos direitos indígenas. Na comemoração dos 500 anos do descobrimento do Brasil, ele foi convidado a participar, mas se negou por achar que era uma festa dos portugueses.

Lista de mais vendidos

O ranking de livros mais vendidos no Brasil é organizado pelo Publishnews. Além dessa atividade, o portal traz notícias sobre tudo o que se fala a respeito dos livros brasileiros no país e no mundo. Organizado por semana, mês e ano, o ranking é estabelecido a partir da soma simples de vendas em todas as livrarias consultadas pelo portal. Eles também realizam o ranking de editoras que é resultado do número de títulos que cada editora ou selo coloca na lista e não reflete a quantidade de livros vendidos.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.