Esgotado: Machado de Assis ganha nova tradução para o inglês pela Penguin Random House

Machado de Assis
05/06/2020

No dia 2 de junho, o selo Penguin Classics, da editora Penguin Random House, lançou nova tradução em inglês de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, um clássico da literatura brasileira escrito por Machado de Assis, nos Estados Unidos. Após a divulgação da notícia na prestigiada revista norte-americana The New Yorker, a obra esgotou em apenas um dia.

A edição faz parte de uma série de lançamentos de novas traduções da obra de Machado nos EUA e conta, ainda, com prefácio do escritor americano David Eggers. O texto do escritor foi publicado na revista no dia 3 junho, no qual ele afirma que “Memórias Póstumas de Brás Cubas” é um dos livros mais espirituosos, brincalhões e atemporais já publicados.

O livro também figura em primeiro lugar na lista de mais vendidos da Amazon na categoria de literatura caribenha e latino-americana, e em quinto na de realismo mágico.  A nova tradução do clássico do século 19 é assinada por Flora Thomson-DeVeaux. Flora afirmou em sua conta do Twitter estar grata pela oportunidade de apresentar esse mestre da literatura portuguesa e uma de suas obras primas para falantes da língua inglesa.

“As ‘Memórias Póstumas de Brás Cubas’ é um livro que pertence ao seu tempo mas, em formas que tanto creditam Machado quanto nos descreditam, também faz parte do nosso. Há ecos – troque a febre amarela por COVID – e há continuidade – racismo sistêmico, tão forte hoje quanto era nos anos 1880”, escreve.

O escritor resume bem a narrativa de Machado: “É uma história de amor — várias na verdade — e uma comédia de classes, situações e ego, além de uma reflexão sobre uma nação e um tempo. Um olhar sem excitação para a mortalidade e, ao mesmo tempo, uma íntima e estática exploração da contação de história”.

Mais sobre Machado

Nascido em 1839, no Rio de Janeiro, Joaquim Maria Machado de Assis, é considerado por muitos intelectuais como um dos maiores nomes da literatura brasileira. Machado escreveu em vida 10 romances, duzentos contos, dez peças teatrais, cinco coletâneas de poemas e sonetos, e mais de seiscentas crônicas. Entre seus romances, destacam-se as obras “Quincas Borba”, “Dom Casmurro” e “Helena”.

O trabalho de Machado influenciou nomes brasileiros como Lima Barreto, Carlos Drummond de Andrade e Olavo Bilac. Além de prestigiado pela crítica, é referência para autores como Philip Roth e Susan Sontag.