Mulheres brasileiras protagonizam Prêmio Cepe Nacional de Literatura

12/03/2020

Ainda no embalo da celebração do mês das mulheres, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura anunciou seus vencedores: quatro das cinco categorias da premiação foram vencidas por escritoras brasileiras. Como parte da premiação, as obras serão publicadas pela Cepe Editora até o final do ano.

Promovido pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), o 5º Prêmio Cepe Nacional de Literatura e o 2º Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Juvenil anunciaram seus vencedores no final de fevereiro. Eles tiveram mais de 1.500 inscritos em todo o Brasil.

Na categoria Romance, a autora Vanessa Molnar Maluf foi a ganhadora com a obra “A importância dos telhados”. A obra traz ao leitor a história de Elle, uma professora recém-aposentada que descobre um câncer. A partir disso, ela começa a relembrar eventos da sua vida no passado.

Já o título contemplado na categoria Poesia foi “As cartas de Maria”, da escritora baiana Zulmira Alves Correia, a única nordestina da lista. O livro é um compilado de história que a autora ouvia quando menina. Nas narrativas, muitas Marias que enfrentam a seca diariamente.

O prêmio infantil ficou com Viviane Ferreira Santiago, pelo título “A Biblioteca de Bia”. A obra é a primeira publicação da autora voltada para o público infantil. A escritora mineira narra a grandeza de sonhar. Um sonho onde cabe não somente alguns livros mas uma biblioteca inteira, e não apenas um amigo ou dois, mas todas as pessoas que cabem no coração.

Já o prêmio juvenil foi para a obra “Contos com Gigantes”, de Carolina Becker Koppe. O livro traz oito narrativas de diferentes gigantes – alguns adormecidos e outros que estão por aí, entre nós -, em cuja trajetória se espelham as nossas próprias, como seres humanos, cheios de sentimentos e emoções contraditórias, tão infinitos e gigantes por dentro quanto podem ser os gigantes por fora.

O único homem da lista de ganhadores foi Emir Rossoni, vencedor na categoria Contos (RS) com o título “Erros, errantes e afins”. A obra aborda situações de limite: vida e a morte; estabilidade emocional e surto; lei e fora da lei; realidade e ficção; tangível e fantástico; a sociedade e margem.

Os escolhidos nas categorias Romance, Conto e Poesia receberam R$ 20 mil cada um, e as premiadas nas categorias infantil e juvenil receberam R$ 10 mil cada.