“Mulheres Empilhadas”, de Patrícia Melo, será lançado nos EUA pela editora Restless Books

06/01/2022

A Agência Mertin Witt anunciou, em dezembro de 2021, que a editora americana Restless Books comprou os direitos autorais para a publicação do livro “Mulheres Empilhadas”, nos Estados Unidos. O título, escrito pela brasileira Patrícia Melo, está previsto para ser publicado em terras norte-americanas no segundo semestre de 2023. A Restless Books venceu o Prêmio Jabuti 2018, na categoria Livro Brasileiro Publicado no Exterior, pela obra “The End” (O Fim), de Fernanda Torres. 

“Mulheres Empilhadas”, publicado no Brasil pela editora LeYa, chegou às livrarias em outubro de 2019 e é a obra mais recente das 12 escritas por Patrícia em seus 25 anos de carreira. O livro já teve seus direitos vendidos na Alemanha, pela editora Unionsverlag, na Itália, pela Bompiani Libri e na França, pela Actes Sud. Além disso, a obra foi selecionada pelo programa de apoio à tradução da Fundação Pro Helvetia, da Suíça.

O romance se caracteriza por sua linguagem dura e simultaneamente poética, girando em torno da trajetória de uma advogada que acompanha a matança sistemática de mulheres no Brasil. Embora seja uma obra fictícia, as personagens existem. O enfoque da obra é inteiramente feminino e plural. Todas as protagonistas são mulheres, sejam meninas ou adultas, gordas e magras, brancas, negras, pardas, indígenas, de diferentes níveis de escolaridade e pertencentes a todas as classes sociais. A narrativa é real e precisa, porém Patrícia também cria capítulos fantasiosos, baseados na lenda das Icamiabas, tribo de guerreiras amazônicas que lutam contra opressores. Nesse universo paralelo, a personagem principal, uma advogada paulistana, se une às indígenas, que e juntas criam uma sociedade utópica de mulheres. Neste grupo, elas caçam, julgam e aniquilam os homens que saem ilesos na justiça da vida real.

Patrícia Melo é roteirista, dramaturga, artista plástica e uma escritora premiada e consagrada da literatura brasileira contemporânea. Venceu o Prêmio Jabuti de Literatura (2001) na categoria melhor romance por “Inferno”, publicado pela Companhia das Letras, ganhou duas vezes o prêmio  alemão Deutscher Krimi-Preis, por “O matador” (1998), também da mesma editora,  e por “Ladrão de cadáveres” (2014), publicado pela Rocco. Ainda foi vencedora do LIBeraturpreis, na Alemanha, e do Deux Océans, na França. Suas obras costumam ser relacionadas ao gênero policial, mas Melo prefere chamá-las de ficção urbana. Foi ranqueada pela revista americana Time, em 1999, entre os cinco melhores autores latinoamericanos do novo milênio.

Mulheres empilhadas é o primeiro livro de Patrícia de tema e protagonismo femininos e traz várias reflexões necessárias sobre as vivências das mulheres nos dias atuais.