Produtora Paranoid compra os direitos do livro Torto Arado

23/03/2020

O romance Torto Arado (Todavia), do brasileiro Itamar Vieira Júnior, continua rendendo bons frutos ao autor. Os direitos do livro vencedor do Prêmio LeYa 2018 foram adquiridos pela produtora Paranoid. A história deve chegar ao grande público em formato de filme ou série de tv, com a produção do ator e cineasta Heitor Dhalia.

“Soube que o interesse pelo livro veio do diretor Heitor Dhalia, sócio da Paranoid, que leu e ficou entusiasmado para adquirir os direitos. O que me deixou especialmente feliz, porque Dhalia é um grande diretor, sensível, habilidoso e com obras bem sucedidas e de grande impacto na filmografia brasileira das últimas décadas”, comenta o autor de Torto Arado.

A narrativa do livro traz as irmãs Bibiana e Belonísia vivendo em uma propriedade que abriga descendentes de escravos, onde a abolição foi encerrada apenas em uma data do calendário. Dentro de uma trama emaranhada de segredos à sombra de desigualdades, “Torto Arado” é uma história de vida e morte, luta e redenção de personagens que atravessaram o tempo sem serem conhecidos.

Para escrever o livro, Itamar conta ter se inspirado em seu próprio trabalho como servidor público, que o levou aos rincões mais remotos do campo brasileiro, em especial do interior do Nordeste. “A inspiração veio do povo, dos camponeses, de suas histórias de vida. Essas histórias que me inspiraram a escrever o romance”, ressalta.

Entusiasmado, Itamar se diz tranquilo e confiante quanto ao trabalho de Heitor Dhalia. Ele acredita que a partir de seu livro nascerá uma obra audiovisual de grande sensibilidade. “O diretor é o responsável pela adaptação da obra e é absolutamente livre para adaptá-la da forma que achar melhor. Tenho certeza que ele manterá os elementos fundantes da narrativa, aquilo que despertou seu interesse como leitor e diretor”, complementa.

Plano Nacional de Leitura de Portugal

Torto Arado vem ganhando espaço mundo afora. Recentemente, a obra foi indicada ao Plano Nacional de Leitura de Portugal e faz parte de um catálogo online para que qualquer leitor português tenha acesso ao título.

De acordo com o próprio autor brasileiro prestigiado pelo plano português, o país lusitano já reconheceu grandes nomes da literatura brasileira como Jorge Amado e Clarice Lispector, “mas poucos nomes de autores jovens”, ressalta Itamar. Estar entre o nomes citados na última edição do programa, que ocorreu no segundo semestre de 2019, é uma honra para o escritor baiano.