Série Autores Brasileiros: a obra de Adélia Prado reúne o melhor da poesia 

04/09/2020

Os livros de Adélia Prado retratam a vida cotidiana sob o olhar feminino, em poemas recheados de elementos lúdicos e simples. A poeta atrai muitos leitores, porque seus textos são plurais e conversam com as mais diversas realidades. Ela é a personagem desta semana da Série Autores Brasileiros, uma iniciativa do Brazilian Publishers — projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

 

Adélia Prado nasceu em 1935, em Divinópolis, Minas Gerais, onde vive até hoje. Na pequena cidade do interior do estado, ela percorreu um longo caminho como professora, se formou em filosofia e descobriu também a vocação para a poesia. De lá para cá, Adélia grava a sua história com uma obra repleta de páginas e mais páginas de poemas, prosas e narrativas infantis. 

 

Sua primeira obra, “Bagagens”, foi lançada em 1976, quando ela já havia completado 40 anos. O crítico literário Affonso Romano de Sant’Anna leu os poemas e compartilhou os textos com Carlos Drummond de Andrade. O poeta e escritor brasileiro ficou tão admirado que, logo sugeriu a publicação da obra a Pedro Paulo de Sena Madureira, da Editora Imago. 

 

Dois anos depois, em 1978, Adélia publicou o livro de poesias, “O Coração Disparado”, e recebeu um Prêmio Jabuti, a maior premiação do livro brasileiro. A partir daí, a poeta passou a se dedicar exclusivamente à carreira de escritora, abrindo mão dos 24 anos no magistério. E a história mostra que a Adélia fez a escolha certa.

 

Ao longo dos anos seguintes, ela escreveu e publicou diversos livros, recebeu diversas condecorações no Brasil e no exterior, representou o país em diversos encontros de literatura mundo afora. Sua obra é estudada em universidades de todos os continentes e já ganhou adaptações para o teatro. Em 2014, Adélia conquistou o maior prêmio canadense de poesia, o Griffin. Em 2020, ela foi escolhida a personalidade literária do 62º do Prêmio Jabuti.

 

Em seu catálogo de publicações estão também as obras: “Soltem os Cachorros” (1979), “Cacos Para Um Vitral” (1980), “A Faca no Peito” (1988), “Poesia Reunida” (1991) e    “O Homem da Mão Seca” (1994).  Vale a leitura!

 

 

Sobre a Série: Autores Brasileiros

Em busca de incentivar o conhecimento sobre a literatura contemporânea brasileira, o Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), criou a série “Autores Brasileiros”, que traz informações sobre escritores nacionais da atualidade.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.