Série Autores Brasileiros: a versatilidade de Alexei Bueno 

02/10/2020

O  poeta, ensaísta, tradutor e editor Alexei Bueno é um dos nomes consagrados da literatura e da poesia brasileira, e é o personagem da semana da Série Autores Brasileiros. A campanha é uma iniciativa do Brazilian Publishers — projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A trajetória de Bueno no universo das letras é repleta de experiências e versatilidade. Ele nasceu no Rio de Janeiro, em 1963 e, além de escrever poemas, faz traduções e antologias poéticas. Bueno também já escreveu ensaios sobre diversos temas, como literatura, artes plásticas, cinema e patrimônio cultural brasileiro. 

O gosto pela poesia tornou-se um marco em sua carreira, desde o lançamento de seu primeiro livro As Escadas da Torre, em 1984. De lá para cá, Bueno já publicou dezenas de livros e recebeu muitas condecorações, como o Prêmio Alphonsus de Guimaraens pelo livro A via estreita em 1995, o Prêmio Fernando Pessoa por Poemas reunidos em 1998, além de duas estatuetas do Prêmio Jabuti, por Poesia reunida e O patrimônio construído, ambas em 2004.

Estão em sua extensa lista de livros publicados: Poemas gregos (1985), Livro de haicais (1989), A decomposição de J. S. Bach (1989), A via estreita (1995), A juventude dos deuses (1996), Entusiasmo (1997), Em sonho (1999), Os resistentes (2001), Gamboa (2002), para a coleção Cantos do Rio, Glauber Rocha, mais fortes são os poderes do povo! (2003), O século XIX brasileiro na Coleção Fadel (2004), A árvore seca (2006), Desaparições (2009) e Anamnese (2016).

Além de suas próprias palavras

Em seus trabalhos literários constam ainda a tradução, para o português, do livro As quimeras (1996), de Gérard de Nerval, e de poemas de grandes nomes, como Edgar Allan Poe, Henry Wadsworth Longfellow e Giacomo Leopardi. 

Bueno também possui uma larga experiência na organização de textos, como Obra completa de Augusto dos Anjos (1994), a Obra reunida de Olavo Bilac (1996), a Poesia completa de Jorge de Lima (1997) e Poesia e prosa completas de Gonçalves Dias (1998). Em 2002, o editor organizou a obra Anthologie de la poésie romantique brésilienne, a convite da UNESCO, e a Correspondência de Alphonsus de Guimaraens, a pedido da Academia Brasileira de Letras.

Sobre a Série: Autores Brasileiros

Em busca de incentivar o conhecimento sobre a literatura contemporânea brasileira, o Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), criou a série “Autores Brasileiros”, que traz informações sobre escritores nacionais da atualidade.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.