Telos adere ao Brazilian Publishers e aposta em obras com temáticas universais para conquistar mercado global

11/05/2022

A Telos Editora entrou recentemente no programa Brazilian Publishers – projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil).

A editora, que está no mercado há quatro anos publicando literatura infanto-juvenil, pretende promover de 10 a 15 títulos de autores e ilustradores brasileiros no mercado externo até o final de 2022. De acordo com Antonio Erivan Gomes, diretor da casa, a empresa está focando na contratação de profissionais que já tenham um perfil internacional para alcançar a meta. 

“A missão da Telos é a de divulgar o autor e o ilustrador brasileiro no mercado interno e externo e essa motivação deve-se ao fato de acreditarmos no potencial deles, que podem ter suas obras publicadas em qualquer parte do mundo”, explica Erivan. 

O diretor também cita o fator econômico, já que o mercado de direitos autorais é uma fonte de recursos e receitas para a editora, seus autores e ilustradores.

Telos Editora e suas obras internacionais

Erivan ressalta que títulos com temáticas universais têm um apelo maior no mercado internacional, mas também alguns autores e ilustradores brasileiros se destacam por sua qualidade textual e de ilustrações.

“Nesse sentido, ao publicarmos um livro, estamos sempre atentos e procurando por uma obra que também atenda ao mercado internacional. Na maioria das vezes, esses livros são publicados também em língua inglesa, o que é fundamental na apresentação destes à editores internacionais”, finaliza.

Dentre os títulos da editora com o maior apelo internacional, Erivan destaca seis livros, todos publicados em português e inglês. Em “Carta aos líderes do mundo” (Open letter to the leaders of the world), de autoria da portuguesa Maria Inês Almeida e da brasileira Flávia Lins e Silva, a temática é muito atual e tem grande apelo nas áreas de meio ambiente, desigualdade social, paz, entre outros. As ilustrações do brasileiro Fabio Miraglia também são um ponto forte da obra.

“Tambor do amor” (The drumbeat of love), escrito por Jonas Ribeiro e ilustrado por Elma, trata-se de um texto sensível com ilustrações que agradam os leitores por sua delicadeza e beleza. Já “O baile das caveiras” (The skeleton’s ball), também de autoria de Jonas Ribeiro e com as ilustrações de Victor Tavares, é uma obra que traz como tema o terror e aventura, gênero literário que agrada a muitos públicos.

“O que é que o crocodilo come ao meio-dia?” (What does a crocodile eat for lunch?) de autoria da contadora de histórias brasileira Clara Haddad e ilustrações da portuguesa Sónia Borges, tem como tema um conto tradicional africano adaptado, com o charme das ilustrações em preto e branco.

Outro destaque citado pelo editor é “Vamos balançar?” (Let’s swing?) da autora Fernanda Oliveira e ilustrado por Canizales, ilustrador e autor colombiano, radicado nas Ilhas Baleares, na Espanha, de grande relevância internacional, com vários títulos publicados em diferentes idiomas. Trata-se de uma obra que atrai pela proposta de ser um livro interativo, que motiva a leitura compartilhada.

Já “Que noite, Torito!” (El balanceo de Torito), é um livro da Telos que será publicado em português e espanhol. Escrito por Flávio Paiva e também ilustrado por Canizales, a obra fala da cultura ibérica e portuguesa, que trata da tradição popular de praticamente todos os países da América Latina.

Acesse o site da Telos Editora e confira os livros de autores brasileiros publicados no Brasil pela editora. 

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.