Sharjah é convidado de honra da Bienal Internacional do Livro 2018

Sharjah é convidado de honra da Bienal Internacional do Livro 2018
02/07/2018

Conhecida como a capital cultural do mundo árabe, Sharjah é a convidada de honra da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que ocorre de 3 a 12 de agosto no Anhembi e reúne players e autores nacionais e internacionais, editoras brasileiras e internacionais, livrarias e distribuidoras. O evento é realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e conta com o apoio do Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a CBL e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A participação do Emirado Árabe de Sharjah ocorre por meio de um trabalho realizado pelo Brazilian Publishers. Esta é a primeira vez que uma cidade do Oriente Médio participa da Bienal do Livro, trazendo toda a sua riqueza cultural com atividades de música, dança, gastronomia e literatura da região.

Ahmed Al Ameri, presidente da Autoridade do Livro de Sharjah, deseja que o evento aproxime os profissionais brasileiros e árabes. “Esperamos trocar informações, aprender mais sobre as oportunidades do mercado editorial e fortalecer a posição de Sharjah na América Latina como um provedor contínuo de conhecimento e literatura para nossos colegas brasileiros”, afirmou.

A Bienal Internacional do Livro terá uma área específica com diversas atividades relacionadas ao emirado como exposições literárias, ilustrações, palestras com autores da região, entre outras ações culturais. De acordo com Luiz Alvaro Salles Aguiar de Menezes, gerente de relações internacionais da CBL e gerente do Brazilian Publishers, a presença de Sharjah no evento é uma oportunidade de explorar as relações comerciais entre os mercados editoriais brasileiros e árabe. “A união das duas culturas em um mesmo evento é peça-chave para o estímulo de novos negócios e impulso das relações entre o setor editorial nacional e internacional”, disse.

Ahmed Al Ameri ainda cita que o mercado editorial brasileiro e latino-americano é muito importante para o mundo árabe já que a relação comercial entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos é de aproximadamente US$ 1 milhão por ano e 94% desse mercado é representado pela exportação de livros da região árabe para a América Latina. De acordo com a pesquisa Index Translationum, da UNESCO, apenas 97 livros em árabe foram traduzidos para o português. “Essas estatísticas revelam uma oportunidade não concretizada de aumento do comércio de títulos traduzidos entre as regiões árabe e latino-americana”, afirmou o presidente.

Sharjah é o terceiro maior emirado dos Emirados Árabes Unidos e promove a terceira maior mostra de livros do mundo: a Feira Internacional do Livro de Sharjah. O evento é realizado há 36 anos por Sua Alteza Sheikh Dr. Sultan bin Muhammad Al Qasimi, membro do Conselho Supremo e Governante de Sharjah. Além disso, o país foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como Capital Mundial do livro de 2019.

Sobre o Brazilian Publishers

Criado em 2008, o Brazilian Publishers é um projeto setorial de fomento às exportações de conteúdo editorial brasileiro, resultado da parceria entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa tem como propósito promover o setor editorial brasileiro no mercado global de maneira orientada e articulada, contribuindo para a profissionalização das editoras.